Programa estadual “TODAS in-Rede” completa 1 ano com Foco no empoderamento e autonomia das mulheres com deficiência

 

Segundo a Base de Dados dos Direitos da Pessoa com Deficiência (https://www.basedeados.sedpcd.sp.gov.br) , no estado de São Paulo há 1.710.601 mulheres com deficiência, representando 56,86% do total da população de pessoas com deficiência do estado. Dos empregos formais ocupados por pessoas com deficiência, apenas 37% são ocupados por mulheres. Em violência e gênero, no ano passado (2020) foram registrados mais de 3 mil boletins de ocorrência.

Ações do programa “TODAS in-Rede” buscam romper o ciclo de exclusão e violência contra às mulheres com deficiência, que só no estado de São Paulo são mais de um milhão

Neste mês de junho, o programa estadual “TODAS in-Rede”, da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, completou um ano. Com o objetivo de dar voz às mulheres com deficiência reforça informações e ações relevantes com foco no trabalho e renda, prevenção à violência, exercício dos direitos afetivos e sexuais, saúde da mulher e ênfase na liderança feminina. Desta forma vem levando ações de promoção do empoderamento e emancipação das mulheres com deficiência de todo o estado de São Paulo, a fim de romper o ciclo de exclusão e violência. Ao todo, 25 municípios já firmaram parceria com a Secretaria e obtiveram adesão ao programa. 

Entre as principais ações do “TODAS in-Rede” está o curso de ensino a distância (EaD) “O atendimento à mulher com deficiência vítima de violência”, destinado aos profissionais das Delegacias de Defesa da Mulher e da Rede de Proteção. Mais de 750 profissionais tiveram a oportunidade de realizar o curso que tem como foco realizar capacitação para que esses profissionais façam um atendimento qualificado à essas mulheres.

Outra ação que tem destaque no programa e visa a independência financeira desse público, é o curso de Empreendedorismo Feminino, “Sebrae Delas – Elas Realizam”. Realizado em parceria com o Sebrae SP, o curso impactou 555 mulheres com deficiência do estado de São Paulo.

 

Rede Virtual

Um dos pontos chave do programa é a disponibilização de informações para mulheres com deficiência, de forma acessível, com o intuito de dar base para o protagonismo e empoderamento desse público. O site oficial é um dos pilares para que essas informações sejam difundidas. Informativa e interativa, a página tem canais de denúncia, entrevistas, artigos e disponibilização de endereços da rede de proteção e atenção à mulher (https://www.todasinrede.sp.gov.br) .

Também dentro dessa plataforma há um espaço para cadastro de mulheres com deficiência, a fim de acolher esse público e realizar uma troca de informações rica e inclusiva. Em um ano, mais de 600 mulheres já fazem parte dessa rede e semanalmente recebem informações e novidades programa, além de conteúdos exclusivos.

 

“Guia Prático: Identificação e prevenção à violência contra as mulheres com deficiência”

Pensando em ajudar a identificar os atos de violência e oferecer informações sobre como e onde pedir ajuda, principalmente dentro do contexto da pandemia, tanto à vítima como às pessoas dentro de seu convívio social, foi criado o “Guia Prático: Identificação e prevenção à violência contra as mulheres com deficiência”. A iniciativa faz parte das ações do programa “TODAS in-Rede” e disponibiliza contatos de rede de proteção e acolhimento, além de aplicativos que podem ajudar em situação de emergência e/ou vulnerabilidade.

Para ter acesso ao guia, basta clicar: https://www.todasinrede.sp.gov.br/site/prevencao-a-violencia/guia-pratico/

#mulheres #mulherescomdeficiência #PCD #empoderamentofeminino #prevençãoaviolência #inclusão #todasinrede

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support